Era uma vez [parte III] - Vida acadêmica

03 setembro 2012

| | |
Oláááá. Voltei mais rápido que vocês esperavam neah kekeke


Estava eu fazendo prova do TCU hoje e fiquei duas horas sem fazer nada, esperando a hora de poder levar a prova [Desnecessário 5h pra fazer aquela prova, mesmo com 2 questões abertas e uma redação - talvez por que eu eu só sabia responder uma delas #fail], então decidi fazer um post falando um pouco da minha vida acadêmica. Apesar do objetivo maior ser abordar o desenvolvimento do meu ministério, não quero falar tanto dele até ter alguma novidade relevante, e não quero falar muito de projetos por que tenho medo de gente que coloca olho gordo na vida do outro.
Mas não vou falar demais, ok?

No geral foi bem normal. No ensino fundamental tinha minha melhor amiga e apesar de me dar bem com todos não podia ser considerada alguém popular, pelo menos na maior parte. Acho que cheguei a participar da Banda Marcial da escola em 2006, tocando tarol. No ano seguinte queria trocar de instrumento, como não consegui me decidir, simplesmente desisti LOL.



Na 7a série (com 13 anos de idade), comecei a conhecer mais pessoas na escola, minhas 2 melhores amigas viraram grunge, e claro que fui influenciada, mas eu também influenciava. Na época estava tendo mais acesso à internet, mas pouco antes disso eu ouvia música na rádio, somando isso, passei a conhecer algumas músicas, na sua maioria era música internacional como Michael W. Smith, Hawk Nelson, Jaci Velasquez, DC Talk, Dead Poetic, e outros...Mas eu era fã mesmo de Plus One. Sabia o nome de todos os integrantes, data de nascimento, o que eles gostavam, se tinham irmãos, e claro...as músicas [e ainda amo amo a extinta boyband]. Então eu sempre mostrava pra minhas amigas e até que elas aprovavam. De música nacional eu ouvia Novo Som hehe (ainda gosto bastante das antigonas deles). Eu sempre gostei muito de dançar, então às vezes eu fazia coreografia das músicas, tanto que eu e minhas amigas chegamos a nos apresentar com 2 músicas do Plus One na escola pra um trabalho de Educação Física - não estou enganada kkkkkkk - lembro algumas coisas das coreografias ainda haushau.

Na 7a e 8a série que cheguei a ser um pouco popular [e adolescente dark revolts grunge punk \o/]. A verdade é que a escola estava falindo -oe-, então eu conhecia muita gente da escola e nossa turma tinha umas 15 pessoas e a turma meio que se dividiu. Lembro que cheguei a tirar 0 em artes na 8a série, por que a professora não dava nem um ponto por presença, como não tinha prova e eu não fazia as atividades por não gostar dela...kkkkkkk Sei que no último semestre eu tinha que tirar 7 pra passar e o último trabalho que entreguei foi colagem de bolinhas de papel crepom...atividade de jardim de infância hehe. Lembro que eu era até comportada, mas cheguei a jogar papel higiênico molhado no teto do banheiro, talvez por isso quase não colocavam papel lá xD

É muita coisa, não dá pra contar tudo. Mas decidi ir pra outra escola, precisava pensar no vestibular então achei que esse seria um bom recomeço. Fui com uma amiga que hoje não é mais minha amiga (há um motivo para isso, mas ela ainda hoje acredita que não fez nada. ok). Fiz novas amizades mas ainda tinha vários problemas na alma [sério], que só foram resolvidos mais de ano após eu terminar o colegial.



Quando entrei nessa nova escola fiquei em 7 matérias no primeiro semestre. Estudei como uma louca obssecada que era e no 2º semestre só fiquei em 1 matéria: MATEMÁTICA. Mas essa matéria me perseguiu durante todo o ensino médio, me causou problemas com professores e tudo arrrgh. Ah...nessa época eu queria fazer medicina, mas como alguém que não se entende com a matemática pode fazer conseguir entrar pra medicina, né?

No 2º Ano, eu fiz alguns meses de Street Dance. AAAh era tão bom. Parei por que me tomava toda a terça feira por ser meio longe e ruim de ônibus pra voltar e como eu tinha o foco no PAS/Vestibular, foi mais uma coisa que abri mão. Não consegui decidir uma única que eu gostasse. Havia várias coisas que eu gostaria de fazer, mas nenhuma que se sobressaísse realmente, então pela nota das etapas 1 e 2 do PAS eu decidi tentar biblioteconomia, mas eu queria mesmo arquivologia (que comecei a gostar quando comecei a estudar pra concurso). Não passei por muito muito muito pouco, por que minha nota na 2a etapa foi horrível. No vestibular no meio do 3º ano eu tentei Ciências políticas. Minha mãe espalhou pra minha família que eu me canditaria à presidência do país hauhaushau.

Terminei o Ensino Médio e queria tentar o curso de Direito, mas eu não me acho muito inteligente, levaria alguns anos kkkkkkk pedi pra meu pai pagar, mas ele disse pra eu pelo menos tentar por um tempo, e então conversaríamos. Acontece que nem cheguei a tentar Direito por que de repente abriram vagas de um novo curso em um novo campus da UnB que seria na Ceilândia, mais perto de casa -óia. Queria passar pra não me sentir super burra, mas há dias que gostaria de não ter passado xD

Alguns anos depois e cá estou eu perto de formar e tentando ganhar adquirir a tão desejada estabilidade e independência.

Um beijo.

2 comentários :

GFN disse...

Olá!! acabei achando seu blog por acaso (estava procurando o album do Jimmy Needham) e achei interessante, e legal rsrs... vc escreve bem, canta bem(as vezes as historias são engraçadas rs)bom... gostaria de parabeniza-la pelo blog, as musicas e quando der vou passando por aqui para ver o que vc tem feito rsrs... Paz do Senhor, e fique com Deus!
www.glefferson.com.br

Melina D. disse...

Muito Obrigada... Jefferson [?] isso me incentiva a escrever rs. Tentarei postar algo na semana que vem, tá? é que tô meio atolada de tarefa esses dias =( Seja bem vindo =D

Postar um comentário